Chuvas provocam enchente em Pau Brasil

A forte chuva que ocorreu durante a noite de domingo (09), provocou enchente no Rio Água Preta na cidade de Pau Brasil, e deixou duas ruas alagadas. Onde é conhecidamente chamada pelo nome de Rua da Jega, cerca de 13 famílias em situação de vulnerabilidade encontram-se abrigadas temporariamente em uma escola.

Moradores da Rua da Jega, vivem o drama de terem suas casas alagadas. As chuvas contínuas registradas nós últimos dois dias fizeram o rio encher acima da média anual, e as casas de 13 famílias foram inundados.

Foto Facebook Conterrâneos de Pau Brasil

Eliene Alves, moradora do bairro, conta que, por volta das 22h de ontem, o Rio começou a trasbordar e durante a madrugada a água adentrou nas casas. Conforme a Secretaria Municipal de Assistência Social, Tatiane Prado, quando soube, imediatamente foi prestar solidariedade aos familiares, constatando que não havia possibilidade dos mesmos continuarem no local. Para resolver a situação emergencial das famílias, foram transferidas para o Colégio Otávio Mangabeira, onde terão acesso a comida, colchões e cobertores, agasalho, além de assegurar que as famílias tenham acesso a higiene pessoal. Tatiane lembra, que essa ação é emergencial, e que a gestão Municipal tem olhado com carinho essa situação. Em um segundo momento a proposta é fazer casas para doar para essas famílias, evitando que novos episódios desse tipo venham ocorrer, já que as casas se encontram na planície de inundação, às margens do Rio Água Preta.

Segundo o vereador Elder Almeida, essa situação é um problema difícil de ser resolvido, pois esses moradores não estão como prioridade no cadastro de habitação por não possuírem documentos pessoais, outra questão é a falta de recurso que dispõe o município para solucionar essa problema de moradia. Considera que, o aluguel social seja uma opção a curto prazo para resolver a situação. O Aluguel Social é um recurso assistencial mensal destinado a atender, em caráter de urgência, famílias que se encontram sem moradia. É um subsídio concedido por seis meses. A família beneficiada recebe uma quantia equivalente ao custo de um aluguel popular. De acordo com Almeida, o município dispõem de meio legal para formalizar o contrato. Almeida também vê a necessidade do município elaborar relatório físico e fotográfico para ser encaminhado ao governo do estado, cobrando que resolva a situação.
Houve alagamento na Rua Travessa Leocádio Santana, no Estádio Municipal e no Parque de Exposições. Segundo relatos a água do rio chegou a escoar pelas ruas em direção à rodoviária.
As crianças aproveitaram a enchente para brincar pulando da ponte para o Rio Água Preta, na saída da cidade que segue pela estrada Pau Brasil-Itajú do Colônia, ignorando risco de doenças e afogamento.
As chuvas, entretanto, são características da região, cujo regime pluviométrico é relativamente alto, ocorrendo maiores precipitações em alguns anos. Estas chuvas, que vem se regularizando nos últimos meses, criam um intervalo no período de seca de quatro anos, que foi histórico em intensidade para toda a região sul, e que estava causando grande prejuízo econômico, sobretudo pela economia local estar voltada para a pecuária e a agricultura, principalmente o cacau.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s