Entrevista com Josivaldo Felix

O Blog Pau Brasil Notícias teve a honra de entrevistar uma importante figura pública e grande incentivador dos movimentos culturais em Pau Brasil. Josivaldo Félix é professor de História e coordenador do Grupo de Teatro Mario Gusmão e ganhador do prêmio da 7ª Edição Educar para a Igualdade Racial e de Gênero, categoria “professor universal”.

14355676_349328608733199_7951717369406951063_nO Grupo de Teatro de Pau Brasil Mário Gusmão, surgiu em 2008 na Escola Centro Educacional Maria Santana no intuito de implementar as leis 10.639/03 e 11.645/08, que obrigam as escolas públicas e privadas introduzir na grade escolar a história afrobrasileira e indígena. Aproveitando o potencial da comunidade local que tem uma presença negra e indígena muito forte.

O projeto tem ganhado visibilidade e conquistado novos palcos fora da escola, além de se apresentarem em cidades vizinhas e fazem pela primeira vez exposição na capital baiana. O grupo apresentou o espetáculo Empoderaí no Casarão do Lord, no Pelourinho. Aproveitaram para trocar texto com o bando de Teatro Olodum, além de conhecer um dos terreiros de candomblé mais conhecido da cidade, o Ilê Axê Opô Afonjá de Mãe Stella de Oxossi.

De acordo com um dos coordenadores do projeto, Josivaldo Felix, a turma de teatro conta hoje com vinte e seis jovens, entre homens e mulheres que desempenham o papel de atores, arquivistas, sonoplastas e músicos. O projeto enxerga a necessidade de contar com novos voluntários, pois os que colaboram hoje não conseguem dar conta de uma futura expansão do grupo. Todos os professores que ajudam no projeto trabalham em tempo livre de forma voluntária e contam com a boa vontade dos diretores das escolas que cedem o espaço para o grupo realizar os ensaios.

Através do projeto de extensão da UESC, chamado “Interlocuções”, coordenado pelo professor Flávio Gonçalves, o grupo de teatro de Pau Brasil começa a interagir com outros grupos das cidades vizinhas para discutir as questões étnico raciais. Inicialmente o projeto intitulava-se grupo de teatro do movimento negro, com o passar do tempo perceberam que muitos outros grupos se intitulavam com o mesmo nome perceberam então a necessidade de escolher um nome diferente, foi quando decidiram homenagear Mario Gusmão, um dos primeiros atores negros de teatro da Bahia.

Dada a desenvoltura e forte presença de Josivaldo, durante a entrevista decidimos junto com o entrevistado publicar o  vídeo registro da entrevista em três partes, as quais os nossos leitores podem assistir em primeira mão. Assistam os vídeos abaixo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s